29 agosto 2011

2

Sweet Bear

demorei mas postei!
Link da Imagem

Lembro quando te conheci com pouco mais que três anos. Seus olhos castanhos tinham mais brilho que os meus. Suas mãozinhas acariciavam meu nariz, meus olhos e minha cabeça. Você me abraçava com força mas eu nunca reclamei.
Mesmo me esquecendo de vez em quando por outros, eu sempre te esperava chegar no quarto para receber o beijo na testa. Vi seu cabelo crescer e suas pernas alongarem. Vi seus braços alcançarem mais longe e senti seus dedos afinarem.
Com o tempo vi os lugares onde meus companheiros ficavam esvaziarem e serem substituídos por música e livros. No final, apenas eu e poucos escolhidos permanecemos aqui.
Hoje não passamos mais tanto tempo juntos, sei que fui trocado por amigas e festas. Sei que seus pensamentos não me incluem e sua imaginação vaga longe de mim. Mas sempre estou aqui para acalentar suas lágrimas como os mais preciosos diamantes, então me abraça forte e diz mais uma vez que estamos distantes de tudo. Conte-me meus segredos e acredite que nunca ninguém os descobrirá. Me taque na parede, descarregue seus sentimentos em mim, porque eu sei que depois suas delicadas mãos virão curar ferimentos. Conte sempre comigo, pois eu sou o único amigo que esteve com você desde o princípio.
É claro que você nunca ouvirá essas palavras de uma boca costurada em um eterno sorriso, mas espero que um dia as sinta refletida em meus vidrados olhos negros, e sinta tudo o que eu sinto no meu interior: Eu te amo.

2 comentários:

  1. ooooooooooooooooooooooooooooown'
    Eu ameei, lara...
    É muito fofa a história!
    Mas na frase da música, o certo é "...distantes de tudo" e "dês de" se escreve: "desde".
    Mas eu amei.. Está perfeito!
    Merece primeiro lugar, sem dúvida.
    Espero que tenho ajudado (:
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Lara, vim fazer a sua avaliação detalhada. E como eu já havia dito, desclassificar bons textos por bobagens não me agrada, porém é preciso fazer isso para que não exista outros possíveis erros. De toda a forma, um pouco mais de atenção pode evitar esse tipo de problema.

    Enfim, vamos à sua avaliação.

    Ortografia: 9,7
    Tema: 10
    Criatividade: 10
    Coerência: 9,8
    Avaliação pessoal: 10
    Média: 9,82

    O seu texto foi diferente de todos os outros. Gostei muito do modo ao qual o escreveu, e do contexto exposto de uma forma extremamente criativa. Me senti cativada ao lê-lo. Os poucos pontos descontados foi por falta de uma vírgula aqui nesse trecho: “Você me abraçava com força mas eu nunca reclamei.” E pela ausência de uma vírgula e um ponto-e-vírgula nesse outro: “Hoje não passamos mais tanto tempo juntos, sei que fui trocado por amigas e festas. Sei que seus pensamentos não me incluem e sua imaginação vaga longe de mim.” Veja como fica da maneira mais adequada: “Hoje não passamos mais tanto tempo juntos, sei que fui trocado por amigas e festas; sei que seus pensamentos não me incluem, e sua imaginação vaga longe de mim.” Quando a segunda frase completa o sentido da anterior, não é necessário fazer uma pausa tão longa quanto a de um ponto, e nem uma tão curta como a de uma vírgula, são nesses casos que usamos o ponto-e-vírgula.
    Enfim, obrigada por sua participação, e espero revê-la, mas dessa vez que eu não precise desclassificá-la, pois os seus textos são de ótima qualidade.

    Att, Maiara Bomfim, avaliadora da Edição Musical – Proj. Bloínquês.

    ResponderExcluir