12 maio 2015

2

Retalhos

Link da Imagem

Vi traças em poemas
Saboreando meus clichês.
Quando as espantei, era tarde
Mal restaram versos...
Apenas palavras cruas, puras,
Retalhos sem sentido
Que poderiam tecer todos

As mesmas palavras
De manchetes e anedotas
Podem ser manipuladas
Para contar outras histórias
Denúncias ou memórias
De qualquer um

Retalhos não tem dono,
Só clamam para fazer sentido.

Devaneios... As palavras podem significar o que quisermos, mentiras e verdades. Aliás, quais são as mentiras e quais as verdades? Só vai piorando kkkk acho que precisamos de algumas traças para tirar o que é mais supérfluo e confuso ao entendimento...
Gostaram?

2 comentários: