13 outubro 2014

2

Saudade



Se tomo meus comprimidos diários de saudade
Ao ver fotos de um passado recente
Sinto falta de tudo que faria
E risca meu rosto uma lágrima quente

A despedida me dói antes da distância
E em meus olhos acostumados à paisagem
Reluz o medo do que está por vir:

O nascer do Sol que desconheço
E a Lua que sempre me acompanha
O resto é apenas incerto
E sinto falta das certezas que tinha...

Leio minha historia em cada esquina
Os sorrisos, e beijos ao acaso
O espinho da rosa com o qual me cortei
E as lágrimas de ressaca que chorei

Me engasgo com comprimidos de saudade
É muita nostalgia que vem e sufoca
É a distância que ainda nem é real
O tempo que aos poucos me atrofia

É o medo do que deixo de levar
É o apego a tudo que seria

E a lágrima que agora esta fria
Cai, enquanto faço da saudade a poesia.

Faz tempo que queria postar esse aqui, mas como eu declamei ele no show de talentos da escola queria muito colocar o vídeo junto haha
Agradecimentos ao camera man Guilherme, aos amigos que me convenceram a escrever algo para esse show e me aguentaram ensaiando, e ao Itapê e meu avô que me ajudaram a declamar. Eu gostei muito de participar, e é uma das coisas que levarei sempre na lembrança <3 

2 comentários:

  1. Pra mim, o melhor.. Parabéns fada ❤️

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito. Parabéns! Também escrevo meus poemas vez em quando. Gostaria de trocar experiências?

    ResponderExcluir