09 outubro 2014

2

Vômito

Link da Imagem


Hoje, passei mal e vomitei.
Não foi bem um vômito purificante. Desses que repentinamente te causam um mal estar e precisam ser jogados para fora, para que voltemos a nos sentir leves.
Foi daqueles que deixa um gosto amargo na boca, que você sabe que poderia sair mais, mas não tem força, e seu corpo rejeita, pedindo por um último suspiro de dignidade em que você se contente com aquilo.
Tive um vômito dissertativo, e o gosto que fica em minha boca é amargo. Não queria ter colocado aquilo para fora, e finalmente o que saiu não foi o bastante. Me contorci e agonizei entre regras e fórmulas, enquanto meu corpo implorava por mais tempo, mais calma, mais dignidade...
Já tive vários vômitos literários. Aparentemente passo mal constantemente. Preciso me purificar dos pensamentos em palavras que pesam em meu estômago, especialmente quando me embriago de palavras e sentimentos alheios. Ai pesa demais, enjoa demais...E vomito, para voltar a me sentir leve.
Tentei os antiácidos: Televisão ou fofocas diárias. Funciona um pouco, acalma um pouco...Mas mais hora menos hora, na calada da noite ou no meio do dia, vomito.
E se for em um lugar inadequado causa tanto incômodo! Me torno um estranho espetáculo para quem quiser olhar enquanto caminha na rua, expondo meu interior para o mundo.
Vomito em cadernos, beiradas de livro ou em minhas próprias mãos. E fico leve, porque foi espontâneo.
E é tão doloroso quando me pedem por isso no susto, pois o que sai me deixa esse gosto amargo na boca. Sempre tem algo que está disposto a sair, e nem sempre é só o que sai. E o que fica revira, reclama, dói e me faz pensar o que mais poderia ter saído.
Fico enjoada constantemente, mas nada me enoja tanto quanto um vômito dissertativo, no qual tropeço aonde menos imagino.
Que azia que me dá... Ver que pessoas se contorcem tão tranquilamente com regras e fórmulas, enquanto eu sofro diariamente com o gosto amargo que fica em minha boca, que nunca é o bastante para algo novo.
Pois é, acho que isso que é chamado de licença poética.

Não sei se esse texto precisa de algum comentário meu haha, só minha alegria pessoal de conseguir postar com mais frequência no blog, e sentir que estou me expressando melhor. Espero que gostem!
Comentários?

2 comentários:

  1. Caramba, acabei de conhecer teu blog e... teus textos são carregados de sentimento! Gostei muito. Tem uns, vá lá, que não entendo, mas ainda assim são ótimos de ler. Não pare!

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Lara..
    sobre o vômito em si..
    ele só acontece quando nossa acides é muito grande..
    coitado do fígado..
    por isso é bom tomar uma colher de bicarbonato de sódio.. tira a acidez interna e evita cancer..
    mas o vômito que tu se refere é das fofocas né..
    estas são terriveis.. nos enojam e temos de vomitar sim..
    melhor fora de nós que dentro fazendo estragos..
    bjs e até sempre

    ResponderExcluir