24 julho 2011

4

Palavras Perfeitas

Quem está sempre por aqui no blog deve saber que não é a primeira vez que coloco um vídeo no lugar da imagem. Mas na verdade não achei nada e o texto tem muito mais magia ouvindo essa música. Além do fato que eu inventei tudo à partir da primeira frase que está em negrito (valeu bloinquês!)
Ah, outra coisinha, vou mudar o layout do blog terça feira, e provavelmente o nome. Não se assustem, mas o Recanto da Lara vai ficar oficialmente em reforma.
beijos e bom divertimento!

Meu nome foi chamado antes do que eu esperava. É claro, pois eu esperava que fosse nunca. Eu nunca estaria pronta.
Fui recebida com uma salva de palmas, e a adrenalina acalmou minha mente da maneira que só acontecia comigo. A minha frente um apoio para um discurso escrito e um microfone encaixado milimetricamente para minha altura. Meu nome foi chamado antes do que eu esperava. É claro, pois eu esperava que fosse nunca. Eu nunca estaria pronta.
Peguei-o e circulei pelo palco. Os refletores ofuscavam meus olhos por isso não via a platéia, que devia estranhar tal reação minha.
Abri minha boca, as palavras fluíam sem minha permissão ou preocupação:
-As palavras perfeitas nunca passaram pela minha mente. Elas não nascem de meus sentimentos como muitos acreditam. Elas brotam do nada, do vento, da água, da existência.
"Nunca soube o que ia escrever antes de colocar o ponto final. Nunca imaginei como ia acabar uma jornada ou uma decisão antes de ver o fim estendido a minha frente."
"E é aqui que vejo o fim. Ele não é amargo como o fim de algo bom. É doce como o começo de algo melhor. E o que começa agora é a busca das palavras perfeitas."
"E essa busca para mim terminou alguns minutos, quando as declarei para o meu verdadeiro amor, nos bastidores." - estendi a mão e Caíque saiu da escuridão - "Eu te amo".
A platéia começou um burburinho baixo. Mulheres suspiravam e homens me questionavam. Continuei:
-Porque amor não é algo que não se diga com freqüência, mas é algo que raramente se sente. Não é algo que possa ser banalizado. É uma promessa que até o último momento você vai querer cumprir, não por dever, simplesmente por ordem do coração. - apontei para o meu que batia descompassado com a presença dele.
Caíque se aproximou de mim, pegou minha mão estendida e ia me dar um beijo...

Quando eu acordei.
Talvez aquelas não sejam as minhas palavras perfeitas, mas isso existe? De fato, com ou sem Caíque, continuarei procurando. Talvez o meu "eu te amo" esteja por aí, rondando minha casa, meu futuro...
Mas enquanto isso uma lágrima amarga me lembrou o sabor das palavras que romperam meu namoro com ele. Foi o amargo fim de algo bom, mas eu espero pacientemente por um recomeço...
O doce começo de algo melhor.

Lara Vic.

4 comentários:

  1. Que lindo, amei.Boa sorte no projeto (yn

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo o texto!
    e snow patrol é uma ótima banda!

    http://manuscritoperdido.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Ah, tão difícil nem é dizer sabe, é encontrar mesmo um sentido para a palavra, encontrar alguém que valha o pulo no abismo, porque dizer eu te amo é isso, é pular, é arriscar, é se entregar sem saber se o terreno do outro é bom para plantio.
    Sou fã das suas palavras, vinha aqui muitas vezes antes avaliar seus textos da edição musical, você tem estilo na escrita, isso me deixa com vontade de ler...
    Parabéns pelo blog e boa sorte nas mudanças!
    Beijos!

    ResponderExcluir