04 abril 2011

0

Incertezas

Dedico à vida. Pois ela é a maior inspiração possível, mesmo em um poema sobre a morte (que não é o caso).
Link da Imagem

A voz treme
As imagens acompanham
O destino rui
Conforme uma decisão.

E como saber
Se a decisão é banal?
Como saber,
Se vai afetar o final?

Não há como.

O destino é uma linha sinuosa.
-Porém existente!-
Que dá voltas, encruzilhadas,
Para chegar a algum lugar.

A linha do destino é feita de incertezas,
Mas como, uma decisão em uma incerteza?
Tem que decidir entre o caminho já sabido
Ou o desconhecido.

E o peso da decisão pesa...
A consciência rui...
E as incertezas vencem,
Certamente, garanto.

Lara Vic.

Nenhum comentário:

Postar um comentário