04 abril 2011

0

Ouvido de Poeta

Link da Imagem

Ah! Minha amiga poesia!
És tão escorregadia
Em minha mente nebulosa...

És tão sedosa
Em minha caneta a descreve-la

És tão deliciosa
Em minhas letras ao lê-la

Não posso me dizer poeta.
Me chamem de médium
Aquela que ouve sussurros do vento
-As vezes sobre o vento!-
E as repassa no papel.

E se tem meu nome no final
É porque seria muito estranho
Colocar autorias como vento, e tal,
Nesse mundo tão tacanho.

Lara Vic.

Nenhum comentário:

Postar um comentário