16 março 2011

0

Facetas Retornam


Estava lá eu, inocente,
Não poeta, adolescente,
No parque, brinquedos em todo lugar
Amigos a se divertir,
Minha cabeça a girar

"Casa de espelhos"
O nome chama a atenção.
Em meus devaneios
Caminho na direção,
"Do que?" me perguntam,
Não sei.

Vejo rostos,
Parecidos com o meu
Corpos, feições,
Lados de mim,
Que eu dizia conhecer,
Mas ao encara-los,
Minha facetas, caretas,
Percebi muitas coisas.

E a poeta,
Que nunca fora realmente abandonada
Volta à adolescente
Que se sente renovada.

Lara Vic.

Nenhum comentário:

Postar um comentário