27 setembro 2015

0

Eclipse

Desenho de Rafael Santos (insta: rafaell_14 )


As nuvens impedem de ver com clareza
A Lua gigante, as palavras pequenas, a inspiração sem tamanho
Rubras de raiva, vergonha, excitação,
Dedicadas à todos os "você" dos poetas
Tão encantadores, efêmeros e eternizados
Entre metáforas e versos,
Imersos em tecidos de devaneio
Num rodeio que te toma de assalto
Olhando as estrelas que nos afetam a todos
Loucos que somos, e elas indiferentes
Entrementes, penso que olham com desdém
Para quem busca clareza entre as nuvens
E não caminhando na rua.

Hoje, só queria ver a Lua
O horário se aproxima,
O céu parece claro
(claro, elas ainda nos vêem)
Hoje algum "eu" e "você" se encontram
E o verso só vem
Na próxima ocasião.

Recentemente chegou a mim um poema já esquecido do Bukowski: So You Want To Be a Writer. E fiquei pensando no tempo todo que não escrevia e na sensação de que realmente me faltava algo (além de tempo, vida, etc). Hoje enquanto monitorava o céu buscando uma brecha para ver a Lua me vieram versos à mente, e finalmente pude me destravar um pouco. Espero que gostem :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário