04 outubro 2012

1


Só.
Do momento em que nasci,
Até o meu fim,
Só.
No meio da multidão,
E mesmo assim sempre,
Só.
Mesmo durante um beijo,
Mesmo tendo um amor,
Só.
E até mesmo aguardando,
O último sopro de dor,
Só.
E mesmo em minha mente,
Em desejos sem sentido,
Só.
Sonho em ficar só,
Contando com um amigo,
Só.
E o que restou de uma noite sofrida,
Uma garrafa vazia,
Só?
E uma cabeça cheia,
O escuro à minha volta
Só.

Primeiramente eu não tinha gostado muito desse poema, tanto que ele ficou travado por umas duas semanas, mas ai a minha amiga colocou uns versos que acho que mudou completamente. Está longe de ser meu favorito, mas espero que gostem. Mereço comentários? *-*

Um comentário:

  1. Só...
    Tenho estado, tenho ficado e tenho gostado desse estado de ser e estar só.

    ResponderExcluir