13 janeiro 2012

7

Sem Você

Link da Imagem


Há poucos momentos do dia em que não me pego pensando em você. Eu me censuro, penso em outra coisa, e logo lá está você novamente.
E pensar que já tive você ao alcanço de minhas mãos e perdi. Teu toque, teu sabor... Lembranças nebulosas que as lágrimas tornam ainda mais indefinidas.
E se por um lado te desejo, por outro te odeio. Sempre zombei das pessoas que diziam que a linha entre esses dois sentimentos era fina. Sempre achei óbvio o final de um filme quando a garota inocente dizia que "odiava" certa pessoa. 
Tola. Fui muito tola. Mas já entendo o que está sendo feito dos poucos neurônios que você deixou sobrar na minha cabeça. Eu amei uma pessoa que não existia, ou que talvez já existiu, ou que ainda existe em pequenos intervalos. Isso não importa, e quanto menos eu pensar nisso mais fácil vai ser.
Sabe, eu tentei encontrar um meio termo entre a pessoa que você se tornou e a pessoa que eu amava. Mas foi impossível. E apesar disso, nem essa escolha você me permitiu ter. Você se foi, e então eu percebi a imensidão deste meu sentimento.
É quase cômico repassar minhas memórias de antigamente, quando eu tolamente dizia que não amava ninguém. Eu realmente acreditava que o que eu sentia por você era algo simples, mas ao ver o vazio que você deixou, um vazio que eu nem sabia que você era capaz de preencher, eu percebi o que era esse sentimento sem nome.
Ainda me orgulho de rejeitá-lo, mas por quanto tempo? O tempo o bastante para que o que meu cérebro já entendeu seja entendido pelo meu coração.
Mas ei, uma coisa é certeza. Não vai ser mais um pedido de desculpas que vai te trazer de volta. Aliás, eu espero que você venha. Quero olhar em seus olhos e dizer o que eu nunca disse. Não saberia nem por onde começar. São tantas coisas...Mas sei que terminaria com um adeus.
Na época em que eu te amei eu fui muito feliz. Mas trocaria tudo isso para que a paz que eu aparento por fora fosse real. Esse vazio é como uma grande ferida, que lateja com cada música, cada foto, cada vez que mencionam seu nome. As lágrimas me sobem à garganta e eu digo que não vão passar daí. Já foram muitas por você, e agora que eu vou seguir a minha vida e você a sua, que fique claro que nunca mais nos veremos, e que eu nunca mais chorarei por você.
Então lhe dou um adeus que você nunca ouvirá. Sabe o que é mais injusto? Você deve estar por aí de boa enquanto eu penso em você. Eu já disse isso tantas vezes mas agora acabou. Este capítulo da minha vida já deveria ter acabado naquele dia onde trocamos nossa última palavra, mas se não foi em 2011 que seja agora em 2012: Um novo ano, uma nova vida, sem você.

Eu jurei que nunca mais escreveria sobre isso... Mas esta é a última vez, com certeza. Porque o que eu escrevi é 100% sério, linha por linha. Claro que não viverei sozinha, mas sem aquilo que eu acreditava ser amor.
E realmente, eu não chorei esse ano por causa disso. Quase, por exemplo agora, mas pelo menos até agora não. E olha que essa música é incrivelmente triste para mim, porque basicamente descreve tudo. Não importa onde eu esteja, consigo sempre fechar a cara quando ela toca no rádio. Mas tudo bem, logo sai de moda, e mais um passo em direção ao esquecimento é dado ^^
Mereço uns comentários?

7 comentários:

  1. Nossa, que paradoxo: triste ao mesmo tempo feliz!
    Por um momento pensei que soubesse quem seria essa pessoa, mas depois percebi que não.
    Bom, lindo texto, espero que você consiga mudar sua vida...pra melhor!
    Beijoos

    ResponderExcluir
  2. É como diz uma música da Adele: "Ás vezes o amor dura, mas ás vezes ele machuca, ao invés...!"
    Cabe a nós procurar o que é melhor pra gente, esquecendo as feridas, curando-nos da saudade e deixando que o tempo nos mostre como seguir em frente.
    Não se preocupe, como diz outra famosa frase: "O que é pra ser seu encontrá um jeito pra chegar até você!"

    Beijos.

    Jaynne Santos.
    http://jaynnesantos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Ah, o amor, o amor, o amor. Dói perdê-lo mas é tão bom tê-lo que... Ah.

    http://worse-or-better.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ninguém vive sem amar, mas doí tanto quando a pessoa que amamos vai embora. Acho que é assim mesmo, o importante é superar, tentar esquecer, enfim :/
    Lindo, lindo e lindo.
    http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Que lido ta seu blog.
    Concordo com tudo o que você falo.

    ResponderExcluir
  6. Oi amiga, passando para te desejar uma ótima semana, bjus e boas férias...

    ResponderExcluir
  7. difícil quando a gente perde um amor
    mas se não estava valendo a pena,lá na frente descobrimos que é melhor assim.
    Desejo-lhe um ótimo ano.
    beijão.

    ResponderExcluir