27 outubro 2011

5

Espinhos

Bom, este eu fiz enquanto a chata da minha professora falava... falava... falava...
Pelo menos saiu algo de útil daquela aula! hehehe
É uma metáfora gigantesca sobre o que eu estou passando, quem quiser chutar o que significa, tem um botãozinho ali escrito comentários ;D
Não vou postar a partir de hoje, vou viajar, mas com certeza vou voltar com vários poemas, então me aguardem! hahaha
beeijos!

Link da Imagem
Caminho no denso jardim
Amasso flores no caminho
Atravesso canteiros inocentes
Em busca apenas da flor.

Vermelha, a quero vermelha
Cor do sangue e paixão
Também quero perfume
Que ilude o coração.

Mas ao pegá-la, que surpresa,
O vermelho agora é de sangue
Espinhos fincam minha carne
Dor, amor... Mas é dor.

Solto a flor ingrata
E volto ao meu jardinzinho
Cuido das flores menores
Que suportaram a falta de carinho.

5 comentários:

  1. O que lindo poema hein

    Beijo
    http://marifriend.blogspot.com/
    @Storiesandadvic

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre digo que admiro as pessoas que conseguem fazer poemas.
    Acho tão lindo, mas nunca consigo fazer um.
    Amei, beijo ;*

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua visita e que bom que conferiu a entrevista.

    http://iasmincruz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Seguindo aqui!
    Bjinhos!

    www.larissamerlo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Flor é o amor e os espinhos as decepções, vc só aprende a pegar a rosa com cuidado, -a lidar com o amor com cuidado-,quando se machuca com seus espinhos.
    http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir