11 agosto 2011

5

Flores de Cemitério

Poeminha feito na escola. Faz tempo que eu queria escrever ele, e acho que finalmente admiti a mim mesma que não preciso sofrer uma tragédia para escrever um texto depressivo hahaha.
Beijos!
Link da Imagem

As flores de cemitério nascem
Apenas de lágrimas de dor
A terra está infectada
Pelo obsessivo amor.

A Morte parece celebrada
Em cores de muito vigor
Pétalas com forma de lágrima
Coroam o fim da dor.

E ali jazem os sonolentos
Repousando pouco abaixo de nós.
Não os temeria, não fosse
o medo de meu próprio algoz.

5 comentários:

  1. Mesmo que ainda o "tema" seja algo tão sombrio, você falou da morte de um jeito tão doce que a morte pareceu algo belo.

    ResponderExcluir
  2. Uau, o tema é bem sombrio mais o poema ficou o máximo,mesmo. Não tenho nem o que dizer a não ser lhe desejar meus parabéns por mais um belo texto.
    http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. nossa sua aula tava otima em..
    que bem sombrio..

    ResponderExcluir
  4. Preciso confessar que essa imagem me deu um arrepio na minha espinha. Que bobagem!
    Whatever, seu poema está belíssimo e dotado de uma sensibilidade ímpar. Encaro a morte como algo leve - terrível para quem fica, poético para quem vai - mas há um mistério nela que me encanta. Já escrevi sobre esse tema e o resultado foi um de meus melhores textos. Boa escolha de tema, boa escolha de palavras. Continue assim.

    ResponderExcluir
  5. Meus melhores textos, poemas, sonetos e afins são feitos na escola, com o barulho de sala de aula e todas essas coisas, não sei porque! Curti muito o poema, e a imagem super combinou! Hahaha, beijos, belo blog!

    ResponderExcluir