24 janeiro 2011

0

Lua Nua

 Dedicado à Marta Kawamura, para que sempre recorde de seu presente de aniversário!
Link desta imagem

Olha a lua!
Toda nua de enfeites e ardis.

Olha a lua!
Toda pomposa com seus poderes viris.

Olha a lua! 
Ilumina a noite de escuridões vis.

Olha a lua,
Que como um olho onipresente
Me deixa segura
Com sua presença ausente

Presenciaste romances
E também seus desfechos
Presenciaste o mundo
E também seus defeitos

Presenciaste briga
E também dilema
Me presencia agora
Escrevendo a ti,
Um poema!

Viste a queda de impérios
E destes a reconstrução
Ninaste o mundo como um bebê
E agora o vê metido a machão.

Sois uma Dama da Noite
Que só se mostra quando o Sol se ausenta
Tuas pétalas são teus raios de luz
E teu perfume inodoro
Contrastando com a bela flor
Banham o mundo num prata mítico,
Mostrando a todos seu eterno amor.

Lara Vic. e Isabela F. Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário