31 janeiro 2011

4

Lobo Solitário

Dedicado a um amigo meu que se identifica muito com lobos, mas ainda não achou sua alcatéia
Link da Imagem


Infelicidade, infeliz,
São palavras negras
No negrume do nada
Na mão espalmada
Que pede ajuda
Mas não a aceita

Talvez minha mente de criança
Não queira entender tal escuridão
Mas sei que criança não sou mais
Mas não entendo essa emoção!

Brumas negras
Num túnel sem luz
Meu Deus! O que estou declamando?
Ou é a Infelicidade me ditando?

Todos conhecem a infelicidade
Mas viver neste ponto sem luz!
Não ter nenhuma vontade
De ir onde a Felicidade conduz...

Uma coisa é estar infeliz
Mas saudade de feliz ser!
Ouvir o que todo mundo diz
E das cinzas se reerguer

Diferente é viver acreditando
Que já numa escuridão nasceu
Não saber distinguir felicidade
E dizer que seu tempo na Terra já deu

Não há como discutir
Ou propor uma vida melhor
Com quem só quer sofrer
Ser um "Zé" ou coisa pior
Nas ruas inférteis do mundo
Como um eterno lobo solitário
Eternamente longe da alcatéia
Reclamando sobre a felicidade distante.

Lara Vic.

4 comentários: