17 dezembro 2010

1

A Folha Branca

As palavras fluem, naturais como a vida (foto original)

Nada é mais belo, inspirador, intimidante,
Nada é mais confuso, assustador, redundante,
Que a folha branca:

Calma, paciente,
Exige o melhor da gente,
Isso pode o deixar contente,
Mas deixa-me doente.

Afinal, numa folha alva,
O que vai acontecer?
Um desenho, uma pintura,
Algo que valha à pena manter?

Quando as encaro,
Faço um simples pedido:

"Me inspire, me ajude,
Não dobre, amasse ou suje,
Pois não sei como começar,
Nem no que vai dar,
Posso te jogar no lixo,
Ou te emoldurar."

Se deu certo, é segredo,
Porque algumas deu até medo,
Que eu toquei só um dedo
E a melhora,
Até eu percebo.

Lara Vic.

Um comentário: