17 julho 2012

1

Insônia

Link da Imagem


5:30 normalmente seria o horário no qual eu acordo, mas sabe, algo me tirou o sono. Um sonho à muito esquecido dentro de mim. Uma fagulha que não apagava nem dentro d'água (ou eu não tive nem coragem de afogá-la?).
Eu estou me afogando. Em uma poça de melancolia que mais parece um mar de lágrimas que não chorei. As dúvidas que a muito eu achava ter superado se embrenharam por minha mente e acharam a saída da prisão que eu lhe fiz (ou as deixei soltar?)
Citar seu nome para mim é como lembrar de um sonho especialmente confuso. Com tantas lembranças em tantos lugares e, ao mesmo tempo, nem uma verdade concreta. Acho que desaprendi a distinguir o real e o imaginário (eu já soube?).
Mesmo escrevendo essas palavras as lágrimas pararam de rolar à alguns meses. Será que vendo seu rosto elas voltariam?
Eu estou tentando me apaixonar de novo sabe. Para ver se te coloco de vez no passado. Mas acho que me feriu a tal ponto que minhas dúvidas assustam qualquer pretendente.
Mas há alguém... Quase não chega a ser uma fagulha fagulha. Uma amizade... Ao mesmo tempo tão parecida e diferente da nossa... Mas melhor, em todos os aspectos. Mas tenho medo de tentar algo e... Ter o mesmo fim que nós. Talvez eu nem deva te ver e conversar. Talvez deixando as últimas lágrimas rolarem a dor suma. Dependendo do que você disser, claro.
Irônico, não? Querendo ou não, meu coração está em suas mãos de novo (já esteve em outras?).
E além de tudo o que eu já disse, afinal,  o que mais posso pedir? Na realidade só quero lhe pedir um favor, pois acho que só você é capaz: Salve-me.

Uma noite de insônia, palavras que estavam me sufocando. Nada mal para férias, não?

Um comentário:

  1. Uau...
    Que forte....
    E quando a gente está num sonho tão ruim e queremos o socorro de uma pessoa?
    Pior... E quando esse sonho na verdade é uma realidade e queremos que ela nos resgate, nos salve?
    Às vezes fica somente na vontade, bom... Espero que não!

    Lindo seu texto.
    Beijos, Lara.

    ResponderExcluir