05 março 2012

5

Desabafo

Link da Imagem

Lembranças. Em cada gesto, cada objeto, cada nota musical.
Por que você estava sempre ali? Por que não posso caminhar sem lembrar de seu sorriso, de sua voz, de sua risada?
Por que certas músicas são facadas, que abrem novos cortes ou forçam cicatrizes que eu acreditava curadas? Não posso ligar mais o rádio, pois todas as músicas me lembram de você.
O que aconteceu com o "para sempre"? Já cansei de me fazer essa pergunta. Acabou. Como tudo acaba. Como no fundo eu sabia que acabaria.
Eu citaria uma música, mas tem tantas que descrevem tudo. Especialmente aquela. Você sabe qual.
O que eu realmente gostaria era chegar na sua frente e te dar um tapa. Claro, um tapa falaria melhor do que esses milhares de textos que eu escrevi sobre você. Você sabe que eu não consigo falar quando estou assim. Então esse simples gesto poderia te mostrar tudo o que eu estou sentindo.
Será que nós já nos conhecemos? De verdade? Será que por algum segundo as minhas afirmações de que eu te conhecia melhor do que ninguém eram verdade?
Eu tentei mostrar pra você quem eu realmente era, mas certas coisas você simplesmente não gostava. Na minha crença infantil de que eu estava sempre errada, eu mudava minha opinião por você.
Eu olho no espelho e vejo alguém que parece fraca. Mas não é. Pelo menos não tanto como antes. Depois eu olho e vejo alguém que parece forte, mas não é, porque sofre muito.
Quem sou eu? Antes de te conhecer eu tinha perfeita noção disso. Depois de você surgiram ideias, dúvidas... Eu mudei. Muito. Mas nunca saberei se foi para melhor ou para pior.
Você mudou minha visão do mundo, e a minha visão de mim mesma. Espero que eu tenha te marcado da mesma forma. Espero que seja doloroso para você me esquecer da mesmo forma que é para mim. Espero nunca mais te olhar nos olhos, mas se isso acontecer, espero que eu possa lhe dizer tudo que sempre quis.
Me despeço novamente, sabendo que não é a última vez que pensarei ou escreverei ou chorarei por você. Apenas me despeço por enquanto.

Ouvindo Pitty-Me Adora para quem quiser ;D
Comentários?

5 comentários:

  1. É necessário mudar, mesmo que isso acarrete situações que não queríamos que acontecesse. Mas lembre-se: essa história te rendeu TEXTOS EXCELENTES!
    muito bom =)

    ResponderExcluir
  2. Lara, desculpe, mas isso é real ou é um tipo de conto? Me pareceu bem real... bom, se não for, o que vou dizer abaixo vale para a personagem, ok? :D

    A tristeza faz parte da experiência humana, às vezes precisamos conhecer o lado escuro para dar mais valor à luz. Hoje em dia parece que é uma vergonha ficar triste, que somos obrigados a nos mantermos felizes o tempo todo... isso não existe. Além de excelentes textos que a Talita mencionou, isso certamente rendeu experiência - "tudo o que não te mata te fortalece".

    Em determinada parte lembrei de uma música do CPM - "a cada dia que eu morrer, espero que você morra DOIS!"


    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. A gente precisa se despedir de nosso passado, daquilo que não nos fez bem, por mais doloroso que seja. Mas pode ser clichê, mas com o tempo esquecemos disso, claro, se quisermos.
    Enfim,gostei muito do seu comentário lá no blog, obrigada por seguir o meu ><

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. "mas certas coisas você simplesmente não gostava. Na minha crença infantil de que eu estava sempre errada, eu mudava minha opinião por você." Ah Lara acho que o que houve com você, pelo menos nisso, é bem parecido comigo.
    Mudei muito por ele, só para tentar ser a melhor escolha, a melhor garota e ele foi embora do mesmo jeito, doeu, dói e vai doer por muito tempo, mas a cada dia o amor se afasta um pouco e eu faço o possível para não por a perder a força que conquistei.
    Mas se ele aparecesse hoje, agora, aqui na minha frente pedindo mais uma chance eu desabaria nos braços dele, mas com um aprendizado novo: não mudar por ninguém, a menos que seja o melhor pra mim.

    ResponderExcluir
  5. Nós moldamo-nos à pessoa, e a pessoa deve-se moldar a nós, mas nenhum deve mudar. Pois ao mudar pela pessoa, não somos verdadeiros connosco nem com o outro. E dado que deve gostar de nós como somos e não como gostariamos que fossemos, porque isso não é amar. Mas veja o lado positivo (tenta sempre vê-lo seja qual foi a situação, mesmo que seja muito dificil), aprendes-te novas coisas. E sim, mudas-te porque te marcou...
    Beijos


    http://alwayspoisonlove.blogspot.com/

    ResponderExcluir